Publicidade

Como ser feliz – Entenda o processo

Publicidade

Como ser feliz? Esta é uma questão bem interessante, tendo em vista que envolve uma profundidade muito grande para termos a resposta mais exata possível. A felicidade pode ser algo relativo, ou absoluto, e pode variar e muito de indivíduo para indivíduo, ou até mesmo de cultura para cultura.

No entanto, uma coisa é certa, ninguém quer ser ”infeliz”, todo mundo quer ser ”feliz”, ou seja, ter bem-estar, saúde, abundância financeira, equilíbrio físico, psicológico e espiritual. Realmente ser feliz, pode ser algo muito mais profundo do quê imaginamos a primeira vista.

Publicidade

Como ser feliz no mundo atual? Essa seria uma outra questão, tendo em vista que vivemos em sociedade, e o mundo externo tende a influenciar as nossas vidas de algumas formas, por isso mesmo vamos tratar neste artigo, de forma sucinta, porém profunda, o quanto podemos ser feliz neste mundo.

Como ser feliz
Imagem: (Google) Como ser feliz

Como ser feliz – Entendendo o tema

Para entender como ser feliz, primeiramente precisamos entender o que é felicidade. Como dissemos acima, felicidade pode ser algo totalmente diferente de indivíduo para indivíduo. No entanto, algumas coisas são bem comuns, como ter o sustento básico, por exemplo.

Dificilmente alguém vai ser feliz, com fome, sem ter um lugar onde morar, sem ter como se vestir, sem ter as suas necessidades básicas atendidas. Sem sombra de dúvidas, este é o primeiro ponto. No entanto, podemos dizer que esse o ponto é o mais simples, é mais raso.

Existem pessoas extremamente infelizes, que tem todas essas necessidades básicas atendidas, por isso mesmo é preciso estar atento ao segundo ponto. Tendo em vista que o indivíduo já tem todas as suas necessidades básicas atendidas, como comer, vestir e morar, entramos em um fator primordial, o seu sistema emocional.

Como ser feliz – Aprofundando

Uma pessoa com traumas, com sequelas, ou até mesmo com vícios emocionais, dificilmente será uma pessoa feliz, tendo em vista que o seu sistema emocional estará desequilibrado, dessa forma deixando o indivíduo conturbado, por isso mesmo é preciso buscar além do equilíbrio físico, o equilíbrio emocional.

Publicidade

Ainda assim, existe um número menor de indivíduos, que possui as suas necessidades básicas atendidas, possui um equilíbrio emocional aceitável, no entanto, ainda não se considera feliz, pois existe um vazio existencial importante causando incômodo, neste caso, a pessoa precisa atender as suas necessidades espirituais.

Podemos concluir, que para se ter o máximo de felicidade que este mundo comporta, apesar de todas as coisas externas que existem na sociedade moderna, seria ter a posse do necessário, ou seja, comer, vestir, morar, além de ter o emocional equilibrado, ou seja, sem traumas ou vícios, e por fim uma prática espiritual diária que eleve o indivíduo.

Entendendo a liberdade emocional

O indivíduo só poderá ser feliz, se estiver próximo da sua liberdade emocional, fora disso, a pessoa terá pequenos momentos felizes, sendo que a maioria da parte do tempo, será de momentos infelizes. E o que seria a tão sonhada liberdade emocional? Vejamos a seguir:

Liberdade emocional, é não ter nenhum trauma de infância pesado, como abusos sexuais, abuso de autoridade, violência, além de outros traumas mais leves, como ser criado sem a presença do pai, ter sido criado em situação de miséria na infância, entre outras opções. Caso você tenha algum desses traumas, procure uma terapia, pode ser super válida para que você conquiste sua liberdade emocional.

Muitas vezes a liberdade financeira está totalmente atrelada a liberdade emocional, pois as pessoas podem estar bloqueadas emocionalmente para ganhar dinheiro, por isso mesmo é preciso se conhecer, e procurar uma terapia adequada, o auto conhecimento e a terapia é indispensável!

Entendendo a liberdade espiritual

  • Liberdade espiritual não depende de religião, ou seja, depende da prática e da sua conexão diária com algo que você acredita ser transcendental.
  • Liberdade espiritual não está totalmente ligada a religião, você pode ser uma pessoa espiritualizada sem frequentar nenhuma religião, ou você pode frequentar uma religião diariamente e ser uma pessoa totalmente sem espiritualidade.
  • Para entender a liberdade espiritual, é preciso entender que você é um espírito vivendo em um corpo, e não um corpo que possui um espírito.
  • É possível um ateu trabalhar a liberdade espiritual? A resposta é sim, mesmo que a pessoa não acredite em nada em que as religiões pregam, ele ainda será dotado de um espírito, e a espiritualidade dele poderá ser exercida através da fraternidade, por exemplo.
  • Enfim, mesmo a pessoa tendo liberdade financeira e liberdade emocional, caso ela não tenha liberdade espiritual, ela sofrerá um vazio existencial em alguma fase da sua existência.

Conclusão

Algumas pessoas podem dizer o seguinte: mesmo eu tendo liberdade financeira, emocional e espiritual, o mundo é um lugar muito conturbado, pois existem doenças, morte, injustiça, guerras, entre outros problemas. É um argumento racionalmente válido, no entanto, é preciso olhar um pouco mais a fundo.

O que estamos dizendo, é que ser feliz, não é a ausência de problema, e sim como lidamos com cada problema, e se realmente tudo que chega até nós, é realmente um problema, ou apenas uma visão equivocada que temos através dos nossos filtros emocionais. Enfim, a felicidade não depende de fatores externos, e sim do desenvolvimento interno.

Para mais informações acesse nossa categoria de aplicativos. Boa sorte!