Publicidade

Auxílio Brasil cadastro único – Saiba como se Cadastrar Online

Publicidade

Você sabe como se cadastrar no Auxílio Brasil cadastro único? As pessoas na atualidade, já sabem, que o ”Bolsa família” que foi oferecido a milhões de brasileiros, se tornou o já conhecido ”Auxílio Brasil”. No entanto, muitos usuários estão deixando de receber o benefício, por não fazer o cadastro tendo vista que não é o mesmo cadastro do auxílio emergencial, é preciso atualizar os dados para fazer parte desse novo auxílio.

A economia tem se recuperado lentamente, no entanto, alguns brasileiros ainda precisam participar de planos de ajuda do governo, pois apesar da economia está voltando ao normal, muitas pessoas ainda precisa deste apoio para normalizar a sua vida financeira, por isso mesmo é preciso estar atento às mudanças.

Publicidade

No caso do Auxílio Brasil cadastro único, é preciso estar aento aos detalhes, neste artigo, vamos fazer um passo-a-passo, de como se cadastrar de forma online neste novo programa do governo federal. Vale lembrar, que é preciso preencher alguns requisitos básicos, exigido pelo governo e pela Caixa Econômica Federal.

Auxílio Brasil cadastro único
Imagem: (Google) Auxílio Brasil cadastro único

Auxílio Brasil cadastro único – Cadastramento

Primeiramente, é preciso lembrar que o Auxílio Brasil, nada mais é do que o antigo bolsa família. Outro detalhe importante, é o valor das parcelas que já conta com um reajuste de 20% em relação ao Bolsa Família. Vale lembrar, que esses pagamentos são transitórios.

Antes de mais nada, é preciso entender quais pessoas poderão ter direito ao benefício, tendo em vista que o programa Bolsa Família, contempla mais de 14 milhões de pessoas em todo o Brasil, no entanto, o novo programa, o Auxílio Brasil, deve contemplar mais de 17 milhões de pessoas, segundo Ministério da Cidadania.

Vale frisar, que é preciso preencher alguns requisitos, para ter direito às parcelas, o primeiro requisito, é que a pessoa não pode ter renda maior do que r$ 89, tendo como teto, r$ 178, ou seja, pessoas que estão em situação de pobreza, dessa forma, outras pessoas também serão contemplados, como gestantes, crianças, mães que estão amamentando e adolescentes até os 21 anos de idade. As regras são bem parecidas com as do Bolsa Família.

Auxílio Brasil cadastro único – Requisitos

  • Primeiramente, é preciso estar com os seus dados totalmente atualizados no cadastro único, por pelo menos 24 meses.
  • É preciso estar devidamente cadastrado no cadastro único.
  • A renda familiar per capita, deverá ser de r$ 89.
  • Em caso de famílias que possuíam gestantes, adolescentes até os 17 anos, ou crianças, o teto máximo para ter direito a receber o Auxílio Brasil, é de r$ 178 familiar per capita.

Critérios do Bolsa Família mantidos para o Auxílio Brasil

Como o programa Auxílio Brasil, é o sucessor do Bolsa Família, é preciso lembrar quais critérios foram mantidos apesar do programa ser novo. Adolescentes e crianças, que estão em idade escolar, ou seja, entre 6 e 15 anos de idade, precisarão ter uma frequência nas aulas de pelo menos 85%.

Publicidade

Outro critério que foi mantido, é que os jovens com idades de 16 a 17 anos, precisão frequentar as aulas, de forma consistente, atingindo pelo menos 75% de frequência. No caso das crianças de sete anos ou menos, elas precisarão estar devidamente vacinadas e precisarão ir até o posto de saúde para serem monitoradas e também ter acompanhamento no que diz respeito ao crescimento.

No caso das gestantes, elas deverão comparecer as suas respectivas consultas em relação ao pré-natal, deverão participar de todas as atividades que são oferecidas pelo Ministério da Saúde, geralmente, os assuntos são relativos à o aleitamento bem como alimentação ideal.

Valor do benefício

O governo federal brasileiro, prevê já para agora um reajuste de 20%, em relação ao Bolsa Família, ou seja, o Auxílio Brasil, já começaria, com 20% a mais no valor da parcela. Vale lembrar, que na atualidade, o Governo está pagando r$ 189 para o beneficiário. No entanto, A ideia é atingir pelo menos r$ 226,80 dessa forma a parcela poderá chegar a r$ 400. Os beneficiários já estão recebendo este valor.

Falando agora do cadastro, é preciso que as famílias estejam atentas, da mesma forma que os beneficiários se cadastraram para o Bolsa família, eles deverão continuar sendo cadastrados pelo cadastro único que cuida de todos os programas sociais do governo brasileiro. Dessa forma, os dados deverão ser sempre atualizados ano a ano.

Por isso mesmo, os beneficiários do Bolsa Família, serão incluídos de forma automática no Auxílio Brasil. O pagamento das parcelas, também irá continuar da mesma forma que no Bolsa-família, ou seja, sendo escalonada de acordo com os números finais do NIS.

Como fazer parte do cadastro único

Caso você ainda não seja cadastrado, é preciso ir até o ”Cras” mais próximo da sua residência, para realizar o cadastro. Vale lembrar, que é preciso levar um documento de cada morador da residência, para poder fazer o cadastro de forma legal, tendo em vista que o governo precisa saber quantas pessoas estão morando naquela mesma residência.

Os documentos válidos para o cadastro é: CPF, certidão de nascimento, certidão de casamento, carteira de identidade, carteira de trabalho, título de eleitor, certidão de administrativa do nascimento de indígenas, ou chamado ”Rani”, esse caso é apenas para famílias que são indígenas.

Para mais informações sobre programas do governo, acesse a nossa categoria de aplicativos, vale lembrar, que o cadastro pode ser feito por pessoas maiores de 16 anos, que possui título de eleitor e CPF devidamente válido, outro detalhe, é que a pessoa que for até o ”Cras”, será responsável pelo cadastro e é quem de forma automática será indicado para sustentar a casa.

Boa sorte!